sleeping-dogs-ps3-michael-renzetti

Sleeping Dogs tem toda aquela liberdade moleque que você necessita em jogos de mundo aberto. Apresenta uma ótima mecânica de batalhas – que só perde para Batman Arkham City – um controle muito divertido sobre veículos (carros, motos e, olhem só, BARCOS) e, o melhor de tudo, tem uma história muito legal.

Em Sleeping Dogs você é Wei Shen, um ~SPOILER QUE VOCÊ VÊ NOS PRIMEIROS CINCO MINUTOS DE JOGO~ policial disfarçado que vai para Hong Kong se infiltrar numa gangue, os Sun On Yee. Como toda grande história de policiais infiltrados em gangues que você encontra no cinema, Wei tem um passado problemático e motivações muito maiores do que “apenas” prender todo mundo.

O que mais me surpreendeu no jogo são suas mecânicas. Mesmo se a história não fosse tão boa – e ela tem seus problemas, não se engane – é tão legal fazer qualquer coisa em Sleeping Dogs que eu perdoaria tudo. Mas a história é ótima também, e a cada nova missão você aprende mais habilidades, se torna um jogador melhor.

Você tem três tipos de habilidades, que permitem destravar atributos diferentes.

“Face” representa a consideração que você tem na quebrada, ou apenas seu “status”, se você não é fluente na linguagem de rua como eu. Serve para destravar roupas, carros e casas melhores. Para subir de nível nele você precisa apenas fazer favores para pessoas aleatórias. E esses favores, para mim, são algumas das missões mais divertidas do jogo, pois envolvem usar as mecânicas de Sleeping Dogs para brincar pelo mapa.

“Police” é sua habilidade como policial, e destrava facilitadores para combates. Você fica mais forte, consegue desarmar o inimigo mais facilmente, atirar melhor e em câmera lenta. E para ganhar experiência é só ficar dentro da lei (o que significa não bater em outros carros nem atropelar pessoas durante as missões principais). Além disso, você pode quebrar uma gangue na porrada, hackear câmeras de segurança e prender traficantes para subir de nível mais rapidamente.

A última habilidade, “Triad”, é medida pela sua destreza em quebrar todo mundo na porrada enquanto faz as missões principais pela gangue. Infelizmente é a habilidade que permite o pior tipo de treinamento, pois só aparece nas missões principais, e se você não conseguir subir de nível facilmente, terá que REPETIR as mesmas missões para melhorar.

Por exemplo, eu acabei o jogo com nível 9 em Triad, porque deixei a patroa jogar a maioria das missões e ela não começou muito bem, perdendo muitos pontos no meio do jogo. No fim, quando ela já estava ótima, os pontos das missões principais não foram suficientes para chegar ao nível máximo. Ficar repetindo partes do jogo não é a forma mais legal de dar ao jogador a chance de subir de nível.

Além disso, existem estátuas espalhadas pelo mundo que pertencem ao seu antigo mestre. Recolhendo-as e as entregando ao sensei você adquire golpes especiais para usar nas lutas.

Apesar de ter esse tanto de coisa, fica a impressão de que Sleeping Dogs é um jogo pequeno. Talvez porque se você fizer apenas as missões principais, conseguirá termina-lo em duas ou três sentadas. Mas explorando a fundo, fazendo o máximo de missões diferentes que for possível, você consegue se divertir bastante.

Nota: 4 de 5 Bruce Lees

Anúncios